terça-feira, 4 de janeiro de 2011

A primeira madrugada do ano

Inacreditável, Incrível, Inaceitável...

Essas três palavras se encaixam perfeitamente com tudo que eu estou pensando e sentindo.

Como que em um mês exato alguém pode se apaixonar por outra pessoa? Pior que isso, como alguém pode se apaixonar pela pessoa errada? E sabe o que é muito pior que isso? Vir uma simples pessoa e estragar tudo. Todos seus planos, todos seus desejos, acabar com boa parte da sua felicidade.
Na minha primeira madrugada do ano.
Estranho, bizarro, triste, não?
Foi a madrugada mais tensa que já tive. A mais confusa. A mais triste. A que eu desejo esquecer, apagar da minha memória.
E desde então durmo todas as noites pensando em quando toda essa merda de vida vai melhorar ou acabar de vez. Os dias foram passando, o sofrimento foi aumentando e eu torço pra que tudo isso acabe de uma vez. Estou tentando encontrar uma razão para ficar contente nessas horas difíceis.

Não te culpo, não me culpo, não a culpo. Apenas não os quero mais do meu lado. De certa forma percebi que preciso apenas de mim pra ser feliz, os outros são apenas personagens da minha vida. Não que a paixão tenha me feito mal. Não. É que ela motiva até quando nos detona. Nos arrasa. E nos faz sentir pequenos, invisíveis. E foi assim que me senti quando tive essa (des)ilusão.

Quem ama fica cego. Quem se apaixona fica sem sentidos nenhum. Como que só aquela pessoa pudesse te completar. Seria algo como tipo, a "metade da sua laranja". Cheguei a pensar que você fosse a minha "tampa" ou a minha "panela". Agora tanto faz. Cheguei a ficar com raiva por ter desperdiçado as minhas lágrimas naquela madrugada, em que vi você. Apenas você. Sem mim. Mas com cada lágrima que se foi algum aprendizado ficou. A unica coisa que levei do nosso um mês juntos foi: Agora quando eu encontrar uma paixão pela qual valha a pena chorar, não vou ter lágrimas.

Eu até gostava quando você me dizia "você é o tipo certo da pessoa errada. Te detesto, mas não fico sem você." confesso, eu adorava. Mesmo sem entender muito bem.
Ficaram lembranças. Lembranças de um mês insano. De um mês adorável. E desejado. Um mês que acabou, virou apenas mais uma página do meu livro que talvez eu faça questão de rabiscar.

Magoada com lágrimas nos olhos eu termino esse post, o primeiro post de 2011. Triste post. Eu não queria começar assim com uma "vibe negativa" mas foi o máximo que eu consegui. Desejo dias melhores pra mim mesma. E sinto que o que é nosso não acaba aqui.

I'm sorry. I'm not okay, again.

"Apesar de tudo, você ainda é a primeira coisa que eu penso quando me dizem: Faça um pedido."
Tati Bernadi

1 Deixe seu comentário aqui (::

Wallace Sena disse...

Gostei do blog, parabéns!
To seguindo

Siga o meu

www.concursoeprovas.blogspot.com

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.

Template by:
Free Blog Templates